sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Estória da fava e do brinde.


Cavaco Silva na mensagem de Ano Novo esperava que a mesma fosse de tranquilidade para os portugueses. Ao anunciá-la julgava que nos estava a dar um brinde. Puro engano. Deu-nos foi uma fava. E como diz o pasteleiro, Cavaco Silva não a pode cobrir de chocolate, porque tudo nele é azedo. E assim durante o enorme tempo que falta para ser apeado de Belém temos de suportar a fava. Mas... quem nasceu para cinco não pode chegar a dez.

Sem comentários:

Enviar um comentário