sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Incomodada com revelações sobre offshores, direita atira-se aos jornalistas:


A insinuação da direita começou no debate quinzenal pela voz de Assunção Cristas: a notícia sobre a falta de escrutínio na vigilância dos offshores tinha sido “plantada” pelo governo. Perante a indignação dos jornalistas do Público, o deputado do PSD Miguel Morgado optou por suavizar e dizer que tinha sido “adubada” e “regada” pelo governo, no frente a frente da SIC Notícias.
Ontem, o líder parlamentar do PSD foi mais prudente e também na SIC Notícias optou por um registo irónico assinalando a “coincidência” da notícia surgir no meio dos episódios da CGD que o PSD tenta prolongar artificialmente há 3 meses. Ainda ontem, na TSF, foi o eurodeputado do CDS Nuno Melo a acusar “a esquerda” de uma “tática para desviar as atenções”.
Já hoje, o diretor do Público, David Dinis, esclareceu todo o processo que conduziu à elaboração da notícia. O jornalista revelou ainda que as questões que estão na base da notícia foram colocadas durante anos ao ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio (CDS) que sempre se recusou a responder.

Sem comentários:

Enviar um comentário