quarta-feira, 4 de julho de 2018

Os óbvios culpados pelo caos na Portela:

Há dias houve uma notícia da imprensa francesa, que parece ter passado completamente despercebida na nacional, que se perde em mesquinhices sobre o estacionamento dos carros da Madonna, não lhe sobrando atenção para se deter no que verdadeiramente importa. Como por exemplo a decisão das autoridades francesas em declarar nula a concessão do aeroporto de Nantes à Vinci pela sua manifesta incompetência em gerir essa infraestrutura aérea e a construção da que a deveria substituir.
Sim! Trata-se da mesma empresa a quem Passos Coelho cometeu o crime de lesa-pátria de entregar a ANA, gerando como consequência o caos por que passa o Aeroporto Humberto Delgado cada vez mais a rebentar pelas costuras devido ao número de turistas, que continuam a escolher o nosso país como seu destino de férias.
Os danos cometidos contra a economia nacional com essa inconcebível privatização só não pode ser atribuído em exclusividade ao pior governante , que os portugueses suportaram desde o 25 de abril (e convenhamos que superar a perniciosa criatura encavacada é obra!!!) porque para a calamitosa situação do aeroporto lisboeta estão todos quantos denegriram os esforços do governo de José Sócrates em construir um novo aeroporto, boicotando-lhe as sucessivas intenções e afiançando a ajustabilidade da Portela por mais quinze ou vinte anos. Tivesse a obra começado na altura em que estava prevista e seria menos um bicudo problema com que se confronta o governo.
Infelizmente o país continua sem recursos jurídicos, que impliquem responsabilizar punitivamente esses manipuladores da opinião pública pelos custos em imagem e euros, que as suas pretéritas atitudes andam a causar. Bem mereciam responder com o seu património pessoal por quanto lesam atualmente as finanças do País.

Sem comentários:

Enviar um comentário