quinta-feira, 25 de maio de 2017

Este país não é para sucateiros:

Oliveira Costa, condenado a 14 anos de prisão em primeira instância por: falsificação de documentos, fraude fiscal qualificada, burla qualificada e branqueamento de capitais.
Manuel Godinho, condenado a 17 anos e meio de prisão em primeira instância por: associação criminosa, corrupção, tráfico de influência, furto qualificado, burla, falsificação e perturbação de arrematação pública.
Cálculo dos prejuízos públicos causados por Oliveira Costa: podem chegar aos nove mil milhões de euros.
Cálculo dos prejuízos públicos causados por Manuel Godinho: ninguém sabe, e ninguém se importa com isso tão irrisórios serão esses valores.
Do blogue (aspirina b)

Sem comentários:

Enviar um comentário