domingo, 26 de fevereiro de 2017

Será que o corno é o último a saber?

Em certos casos não. Até lho convém. Não acredito que Passos Coelho, Paulo Portas, Victor Gaspar e Maria Luís não tivessem conhecimento do que se passava na Autoridade Tributária e Aduaneira. São milhares de milhões. São anos a mais com os documentos guardados na gaveta.
E se não fosse o Ex- director do Fisco, Azevedo Pereira, vir a terreiro desmentir ainda agora Paulo Núncio atribuía as culpas aos funcionários do Fisco. Assim fez com a Lista VIP. Amordaçou a AT. Pôs processos a alguns funcionários. Um por via disso morreu um com um AVC. Como o governo lhe era favorável fazia o que queria. Só que agora não pode manobrar certos funcionários da AT.
Há pouco Hugo Soares e Assunção Cristas na Antena 3 da RTP vêm dar loas à tomada de posição de Paulo Núncio sobre o assumir de responsabilidades dizendo que é preciso ter caracter para assumir as culpas. E… eu digo é preciso ter lata, não encontro outro adjectivo propício, para atribuir a Hugo Soares e Assunção Cristas.
Não se lembram do que chamaram a António Costa quando ele respondeu a uma pergunta de Catarina Martins sobre offshores que o jornal Público tinha noticiado no dia anterior, ou seja, no dia 22, um dia antes do Debate Quinzenal.
Chamaram-lhe de tudo. Mas afinal António Costa tinha razão. Fica-se a saber que Passos Coelho como Primeiro-ministro e agora como líder da oposição era e é um verbo-de-encher.
Anda sempre irritado. A azia é tanta que nem sabe o que diz. Dá pena ver como se comporta na Assembleia da República. Não tem mão nos seus deputados.
Há males que vêm por bem. Vamos ver se daqui para a frente a humildade toma conta dele. É que se for assim os portugueses não são parvos para estarem a suportar tantas baboseiras por parte de Passos Coelho. Os portugueses sabem que foi sempre um mentiroso.
E a democracia portuguesa merece melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário