segunda-feira, 23 de novembro de 2015

José Sócrates, ex-primeiro-ministro:

"No fundo, o que o senhor Presidente da República quer fazer e está a fazer é sublinhar a anormalidade desta solução política, mostrar que ela é muito anormal, que ela é muito estranha, para com isso construir as bases da campanha eleitoral que a direita vai fazer, ou melhor, as bases da campanha eleitoral que a direita um dia fará contra o futuro Governo que ainda não o é. Nunca vi um Presidente terminar tão só.
A intenção do senhor Presidente da República com esta demora, com estas audições, não é outra que não seja tentar desacreditar e enfraquecer a solução política de Governo que é a única solução política de que o país dispõe.  
Verdadeiramente Cavaco Silva não precisa de ser aconselhado e não está a pensar em nada. Se quisesse seriamente ser aconselhado, convocava o Conselho de Estado.
Mas, o senhor Presidente da República prefere convocar a Associação das Empresas Familiares, cujo presidente tem muito mais ar de agitador político do que propriamente de um representante corporativo que representa interesses legítimos. Cavaco Silva apenas chama as pessoas a Belém para que (...) falem nas televisões dizendo aquilo que ele quer que (...) digam. 
Afinal de contas, deu-lhe tanto trabalho pôr lá a direita em 2011 que agora lhe custa o trabalho de tirar de lá a direita e pôr de novo a esquerda em 2015. Verdadeiramente, as soluções políticas ou o comportamento com base no ressentimento, é um comportamento destinado sempre ao falhanço. 
Recordo o que ouvi muito injustamente a direita dizer em 2011, quando se referia aos anos em que chefiei o Governo como uma década perdida. Talvez seja altura de dizer a essa direita que verdadeiramente o que nós tivemos foi uma década perdida para a Presidência da República (...). 
Essa foi a instituição que mais faltou ao país, a instituição [de] que o país precisa e que faltou, que faltou nos momentos críticos, nos momentos chave e está a faltar, porque um Presidente quando se comporta com base no ressentimento, isso leva sempre ao seu isolamento."

22 de Novembro de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário