sábado, 1 de junho de 2013

Ir à caça e ser caçado:

Se eu fosse Adriano Rafael Moreira, depois de ouvir a resposta que lhe deu Ana Drago, o que me restava era encontrar um dos vários buracos do Parlamento. Todos os dias só saem de lá ratos. E... que ratos! Metia-me num deles e só saía quando amainasse este assunto. A falta de verticalidade e vergonha é no que está a dar. 
Por isso os portugueses devem acordar da letargia para que este governo os conduziu. Até tem o desplante de dizer que o Estado é um mau gestor quando os gestores são eles próprios. 

O Estado não é gestor de coisa nenhuma. O Estado é um ser abstracto com umas costas largas para encobrir os "Rafaéis" deste País e do Parlamento. Depois, de gestões danosas, ainda cospem no prato que comem. Rua com eles.

“Acordai”
acordai
homens que dormis
a embalar a dor
dos silêncios vis
vinde no clamor
das almas viris
arrancar a flor
que dorme na raíz

Acordai
acordai
raios e tufões
que dormis no ar
e nas multidões
vinde incendiar
de astros e canções
as pedras do mar
o mundo e os corações

Acordai
acendei
de almas e de sóis
este mar sem cais
nem luz de faróis
e acordai depois
das lutas finais
os nossos heróis
que dormem nos covais
Acordai!
José Gomes Ferreira

Sem comentários:

Enviar um comentário