sábado, 16 de setembro de 2017

O diabo acabou de chegar a Massamá…

Quando em Março passado a Standard & Poor’s decidiu manter a notação da dívida portuguesa em BB+, ou lixo, com perspetiva estável, a ex-ministra das Finanças de Passos Coelho e vice-presidente do PS Maria Luís Albuquerque foi muito clara ao declarar “Eu confesso que não vejo injustiça”, adiantando uma explicação para a sua concordância com a avaliação da S&P:
“O elevado nível de endividamento, a divida pública, que tinha reduzido em 2015 voltou a subir em 2016, o endividamento privado também continua muito elevado, o crescimento reduziu face àquilo que vinha de 2015 e há uma conjunto de medidas que representam potenciais problemas para a competitividade e criação de emprego”
Queixava-se ainda de que o Governo não tinha dado  “melhores argumentos” à S&P para que Portugal saísse “desta situação de lixo”, lamentando-se ainda que era “uma desilusão que o país continue nesta situação e que não consiga registar, de facto, as melhorias que estávamos prestes a registar no final de 2015”.
Poucos meses passados e depois de ter andado a fazer surf nos incêndios e outras desgraças Passo Coelho ignora o que a sua vice-presidente tinha declarada e deu mais uma das suas cambalhotas, tem mesmo o descaramento de chamar a si quase todo o mérito, quase porque deu um danoninho desse mesmo mérito ao Governo dizendo que este “tem o mérito de ter conseguido nestes dois anos provar que os receios que os investidores tinham eram infundados porque o Governo acabou por garantir as metas que eram importantes para os que estabelecem o ‘rating’ para o país”.
A posição de Passos Coelho chega a ser ridícula pois ninguém se esquece de ter anunciado a vinda do diabo em Setembro de 2016, já depois de ter declarado numa entrevista à SIC dada em março de 2016, que “passaria a defender o voto no PS, Bloco de Esquerda e PCP”.

Depois de dois anos a aproveitar tudo o que mau acontecia ou esperava que viesse a acontecer ao país, Passos Coelho humilha-se de uma forma quase ridícula, ao apressar-se a comentar a decisão da mesma Standard & Poor’s para chamar a si todos os louros, chegando ao desplante de dizer que consigo no governo tal notação já teria sido atribuída, lembrando uma declaração de Relvas que em plena crise financeira assegurava que quando o PSD chegasse ao governo as agências de notação recuariam e deixariam de avaliar a dívida portuguesa como lixo.
 Esta notação significa que o diabo vinha mesmo, está agora em Massamá transfomando Passos Coelho em lixo político.
(É ver o vídeo abaixo para constatarem que Passos não passa de um vulgar troca-tintas)
Do blogue (Estátua de Sal)

Sem comentários:

Enviar um comentário