sábado, 12 de março de 2016

Hoje deu-me para escrever... assim:

Já há um bom pedaço de tempo que não escrevo aqui no Facebook ou no meu blogue um texto. Não é por falta de temas, há-os aos montes, mas sim porque o meu computador de vez em quando dá para embirrar e faz gazeta. Mas hoje parece que se vai comportar bem e vai-me deixar explanar vários assuntos que ando "mortinho" por os expor.

Sei que vou ferir susceptibilidades mas quando nos sentimos menosprezados por quem devia de ter mais atenção para com o serviço público e, não o tem, merece ser ferido. Vem isto a propósito de como a Câmara Municipal de Paços de Ferreira está a comportar-se com Freamunde. Seja o pelouro que for. Desde a Cultura, Obras e outras, Freamunde está a padecer de esquecimento.

Na Cultura tudo o que esse pelouro protagoniza é para ser exibido na sede de concelho, e para provar isso está a acontecer com o evento e, outros, do "Ano Municipal da Juventude".

Freamunde é das localidades do concelho que mais juventude tem e é considerada como uma terra de cultura mas não pode receber aqui um evento dedicado ao dito Ano Municipal da Juventude.

Fala-se da descentralização mas Paços de Ferreira é dos concelhos mais central do País. Tudo o que possa conseguir é para ali instalar. As outras freguesias, incluindo Freamunde, são para inglês ver. Falava-se da antiga Câmara afecta ao PSD que só via Paços. Depositamos muita confiança nesta nova administração mas constatamos que tudo é igual. Para Paços de Ferreira é que é o caminho.

Querem que a juventude Freamundense se desloque para Paços de Ferreira. Mas isso não acontece. A não ser alguma juventude socialista que não pode deixar de ali comparecer. Ossos... do ofício.

Bem faz algumas associações de Freamunde que nessas alturas inventa eventos para "prender" aqui em Freamunde a sua juventude. É que temos de ser nós a velar por Freamunde. É como disse os ventos estão de feição para Paços de Ferreira. E aqui comparo o adágio que temos para com os espanhós: de Espanha nem bons ventos nem bons casamentos.

Também já não bastava o pelouro das Obras que depois de começadas nós Freamundenses nunca vemos o seu fim. Na sede do concelho qualquer obra anda a passo de lebre aqui em Freamunde é a passo de caracol.

A rua Padre Francisco Peixoto parece as obras de S. Engrácia. Sei que as condições climatéricas não tem permitido. Mas não estamos a uma distância considerável de Paços de Ferreira para que lá esteja bom tempo e aqui não. É que lá as obras não demoram metade do tempo que aqui demoram.

Também o futuro Posto da G.N.R., nas antigas escolas primárias de S. Cruz, era para estar concluído no ano passado mas ainda não se sabe quando é o seu término.

O Espaço Cidadão em que a funcionária há muito que frequentou um curso de formação nunca mais abre. Estou em crer que quando for para abrir isso não vai acontecer porque o curso que a funcionária tirou já está desactualizado.

Senhor Presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, vereadores das Obras e da Cultura continuem assim. Não são os Freamundenses que lhe agradecem. Mas sim o PSD concelhio com os tiros que o Partido Socialista de Paços de Ferreira está a dar nos próprios pés. Se Freamunde é uma cidade não pode ser tratada da maneira que o está a ser.

Temos mais indústria que a cidade de Paços de Ferreira. Com a agregação das freguesias, ou por outra, com a anexação de Modelos a Paços de Ferreira a população de uma e outra freguesia está ela por ela. Se temos mais indústria que a sede do concelho se o número de habitantes é comparável sendo assim descontamos em impostos muito mais. Por que carga de água não devemos ter pelo menos o mesmo tratamento!

Não demora muito a chegar o evento das Festas Sebastianas. Estou a ver o Vereador da Cultura e o senhor Presidente a deslocarem-se aqui para receberem os louros. É que não basta incorporar o trajecto da Procissão do Mártir S. Sebastião para se ser visto e lembrado. É preciso mais que isso.

Falta um ano e pico para as eleições autárquicas. Pelo que me é dado conhecer os Freamundenses andam desiludidos com a actuação da Cãmara Municipal. Se não arrepiarem caminho vão ver como os Freamundenses os vão tratar.
Pela minha parte vou apoiar Armanda Fernadez se ela resolver concorrer novamente à Presidêcia da Junta de Freguesia o que me leva a crer que ande desiludida com a forma a que Freamunde está votado.

Eu no lugar dela já tinha dado um murro na mesa. É que quem não se sente não é filho de boa gente. E, eu temho-a por filha de boa gente e de uma Freamundense de sete costados.

Por isso apelo mais uma vez. Tenham consideração por Freamunde. É que a ser assim nas próximas eleições autárquicas voto na actual Presidente, se ela concorrer, para a Assemleia de Freguesia e para a Junta de Freguesia em Armanda Fernandez.

Para a Assembleia e Câmara Municipal voto em branco. E pode crer que arranjo uns quantos Freamundenses a terem igual atitude.

Quem meus filhos não beija minha boca não adoça.

Sem comentários:

Enviar um comentário