quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Capão de Freamunde:

Está a decorrer desde hoje até ao dia treze do corrente mês em treze restaurantes que concorrem à confecção do melhor capão à Freamunde.

O Porto Canal associou-se à publicidade deste evento. Tem-no feito de uma maneira a que torne o capão à Freamunde conhecido em todo o País. Pena que quem ali vai representar este evento não se digne a publicitar que o capão é nado e criado em Freamunde e nada tem a ver com Paços de Ferreira.

Humberto Brito, Presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, fala mais em Paços de Ferreira do que em Freamunde sobre o capão. Diz: capão à moda de Freamunde. Senhor Humberto Brito o capão não é à moda de Freamunde! Ele é de Freamunde.
Talvez não saiba, mas devia saber, que ainda andava por "frança" e o capão de Freamunde era vendido e em mais proporções do que é hoje. Era uma feira concorrida que até de Espanha ocorriam às dezenas para comprar a saborosa ave.

Lembro-me de quando era miúdo, hoje já sou bastante graúdo, andar a acarretar capões para ganhar uns tostões para ajudar os meus pais que nesse tempo bem jeito fazia.

Nessa altura não se associava Paços de Ferreira a esse evento. Era só Freamundenses. Até chegaram a adiar a feira quinzenal que se realiza nos dias onze de cada mês para ver se conseguiam para si o evento.

Não sei o porquê da necessidade de trazer Paços de Ferreira à baila. Não seremos nós Freamundenses capazes de continuar uma feira/festa como antigamente? Quem duvidar do que digo que veja e ouça o Porto Canal para se certificar do que digo.

Custa-me pactuar com outra gente e terra o que é nosso e publicitar com mais referência do que se refere a Freamunde.

Nunca gostei de publicidade enganosa. Por isso aqui venho para se dar a César o que é de César.

Julgo que há muitos mais Freamundenses a comungar com a minha ideia.

Quem não se sente não é filho de boa gente.

Sem comentários:

Enviar um comentário